Menu
UMA VIRTUDE CHAMADA OPORTUNIDADE

 

A oportunidade é como uma flor colorida, perfumada, intrigante, instigante, convidativa. Ela se oferece a quem a procura, mas tanto pode alegrar quanto amargurar. Tanto pode libertar quanto aprisionar.

A oportunidade é uma inteligência que tem vida própria. Quando a buscamos, ela se atira em nossos braços. Quando a rejeitamos, ela se retira. Mas, ainda assim, ela fica à espreita, esperando o momento propício para retornar. Mas, como está acima de nossos interesses individuais, muitas vezes ela brinca com os nossos desejos.

Às vezes, ela é confundida com situações de crise, provocando sentimentos de angústia, amargura e até mesmo de pânico. Por isto, muitas vezes, ela pode ser incompreendida, quando sua única intenção é ensejar a concretização de nossos interesses ou desejos, sejam eles claros ou ocultos. Neste caso, ela é uma filha querida, que ama quem a criou. Mas se for rejeitada, age como adolescente rebelde e resiste em ir embora. Como pais, amigos ou apenas namorados, se a amamos, temos responsabilidades para com ela, pois a toda ação corresponde uma reação.

Nada fica sem resposta no universo. Nossos desejos, anseios e sonhos ultrapassam as fronteiras que delimitamos. Muitas vezes, são como preces que viajam pelo espaço e, conseqüentemente, são vistas e ouvidas por um sem número de olhos e ouvidos. Muitas virtudes se alegram em nos atender, mas outras se alegram em brincar com o objeto de nossas preces infantis ou pueris. Mesmo um simples provérbio popular como: “A oportunidade faz o ladrão”, tem a sua razão de ser. Mas também podemos lembrar que a oportunidade faz o herói. Por isto, precisamos reciclar nossas intenções e, quando fizermos nossos mantras clamando por uma oportunidade, que seja para valer. Precisamos aprender a amar a oportunidade, respeitá-la e seguir os seus caminhos.

 

“Olá, como vão? Talvez, algumas pessoas se surpreendam com a minha apresentação, mas logo em seguida, certamente, terão uma idéia mais clara acerca de quem sou eu. Não sou personagem humano da forma convencional, mas convivo diariamente não só em corações e mentes do seu mundo como, também, no íntimo de cada alma. Em suma, embora eu more num mundo paralelo, minha área de atuação é entre vocês.

Dizer que sou apenas mais do que isto e que também posso viver fora do reino humano quase seria desnecessário, pois extrapola o limite de sua compreensão. Trabalho numa espécie de ouvidoria e, como tal, ouço, sinto, vejo e identifico claramente quando alguém me chama ou clama por mim. Mas é bom não esquecer – não sou humana. Portanto, não tenho os mesmos sentimentos de vocês. Sou honrada, trabalhadora e ativa. Não faço triagem de seus anseios e desejos.

Meu nome, entre vocês, é Oportunidade. Não durmo e não vacilo; estou sempre à disposição para realizar todos os anseios, desejos, projetos e sonhos, de quem quer seja. Entenderam por que eu disse que não faço triagens? Vivo mais na lealdade de quem precisa de mim do que selecionar sentimentos virtuosos, ou, às vezes, duvidosos. Isto, além de ser naturalmente imoral, é responsabilidade de quem me chama.

Não sou orgulhosa, pelo contrário, sou humilde. Se alguém se envergonha, se atrasa ou se acovarda quando eu chego, não tem nenhum problema. Se não der certo na primeira vez, eu virei na segunda ou terceira chamada, até que acalmem o fogo de seus corações, ou, então, até que me esqueçam. Abro caminho para os fortes, corajosos e para os conquistadores, mas reconheço que quem melhor valoriza meus dotes são os aventureiros. A vida é uma ventura – a suprema aventura – e só não aproveita os meus serviços quem abdica de seus sonhos.

Vocês lembram daqueles que atingiram o nirvana ou o Olimpo, e são lembrados como heróis, mestres e deuses? Eu estava lá, como guia, farol ou luz. Sabem os ladrões, os malfeitores, os trapaceiros, os conspiradores e os corruptos? Eu também estava lá. Não me cabe julgá-los, mas apenas servir.

Vivo numa dimensão acima dos conceitos e limitações humanas – eu sou do mundo da ação. O sonho é de vocês, assim como também a responsabilidade sobre os seus atos. Não é bonito imputar aos outros a responsabilidade sobre as conseqüências dos seus desejos. Também não é bonito atribuir apenas a si próprio as façanhas de seus bem sucedidos empreendimentos. Assim como eu, existe um sem número de outras inteligências que vivem em mundos supra-humanos, todas contribuindo com um pouco de sua energia para a exaltação da vida. Não pensem que ajudamos apenas a vocês: nós contribuímos para a eternidade da vida.

Mas chega a hora em que perguntas se tornam naturais. Você deseja sinceramente viver em um mundo melhor? Você deseja ser mais do que hoje é? Você deseja ser mais divino? Não fique esperando que as coisas caiam do céu ou que um anjo vá lhe conceder uma graça sem merecimento. Então, sonhe, acredite, trabalhe. Sou grande o bastante para realizar todos os anseios. Abro todos os caminhos e ofereço todas as ferramentas para você chegar até onde sua mente o levar. Abra todas as portas e janelas, destranque todos os cadeados. Veja o azul do céu, ouça a voz do vento, atente para a beleza do mar e desperte para a vida duradoura. Você é capaz de me ver, sentir ou imaginar? Eu posso estar ao seu lado agora mesmo.

 

Endoismo - 02.11.2013.